Habana Vieja

Habana Vieja

Habana Vieja é o grande centro da capital cubana, onde estão concentradas diversas atrações turísticas. Diferente de outros centros históricos das cidades latino-americanas que são, geralmente, esparsamente habitados, o centro histórico de Havana é vívido e agitado; só entre a população local são quase 67 mil habitantes. Em função do turismo, estima-se ainda uma população flutuante diária de 80 mil pessoas.

Para facilitar a representação da região, dividimos os pontos turísticos em seis roteiros, tomando-se como referência: Parque Central (1), Museu da Revolução (2), Calle Obispo (3), Plaza de la Catedral (4), Plaza Vieja (5) e o antigo porto de Havana (6).

d

Mapa de Habana Vieja, centro histórico de Havana.

 

d

Parque Central (1)

d

Parque Central

O Parque Central é uma praça localizada no Paseo del Prado. No centro do Parque está uma estátua em mármore branco homenageando José Martí, o líder da independência cubana.

d

Em sentido horário: Gran Teatro, Hotel Parque Central e Hotel Manzana.

d

Em sua volta estão edifícios tradicionais e emblemáticos de Havana: Hotel Parque Central, Hotel Plaza, Gran Hotel Manzana Kempinski, Centro Austuriano (atual Museu de Belas Artes - arte universal), o Cine Payret, Gran Teatro de La Habana,  Hotel Inglaterra e Hotel Telégrafo.

d

Do Parque Central, em frente ao teatro, parte o HabanaBusTour, o ônibus turístico.

d

Gran Teatro de la Habana Alicia Alonso

O Gran Teatro de La Habana, inaugurado em 1914, é uma obra do arquiteto belga Paul Belau, que também participou do projeto do Palácio Presidencial (atual Museu da Revolução). O teatro foi construído no prédio que abrigava o Centro Gallego, que a comunidade de espanhois originários da Galícia moradora de Havana.

O teatro também é sede do Ballet Nacional de Cuba, do Ballet Espanhol de Cuba e do Teatro Lírico Nacional. Fica na Paseo de Martí # 458, em Habana Vieja.

.d

A fachada do Gran Teatro em estilo neobarroco.

d

A sala principal García Lorca tem 1.500 lugares, o nome homenageia o poeta espanhol que viveu em Havana em 1930. Você pode fazer um passeio guiado ou assistir a um espetáculo. Este teatro é um dos lugares mais incríveis de Havana. Você também perceberá que a arte é valorizada na ilha, sendo comum famílias cubanas frequentarem teatros.

d

Intervalo do espetáculo no Gran Teatro.

d

Desde 2015, como reconhecimento a prima ballerina absoluta de Cuba Alicia Alonso, ele passou a se chamar Gran Teatro de La Habana Alicia Alonso.

.d

Hotel Inglaterra e Gran Teatro de La Habana Alicia Alonso.

d

Dica: na esquina do Hotel Inglaterra e Gran Teatro com a Paseo del Prado inicia-se o Boulevard de San Rafael, um calçadão tradicional de Havana. No final, localiza-se uma praça bastante movimentada com sinal WiFi.

d

Capitólio Nacional

O Capitólio Nacional, de estilo neoclássico, foi inaugurado em 1929. Abrigou o Congresso e, posteriormente, o Ministério de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente e a Academia de Ciências de Cuba. Depois de passar por um processo de restauração, coordenado pela Oficina del Historiador de la Ciudad de La Habana, foi reaberto em abril de 2018.

Ao final das escadas de granito da entrada principal, estão duas estátuas em bronze guarnecendo a entrada. Uma representa o progresso da atividade humana e a outra a virtude do povo.

d

Capitólio Nacional de Cuba, inaugurado em 1929.

d

Nas portas da entrada principal do Capitólio estão ilustrados momentos importantes da história de Cuba, da chegada dos espanhóis até o nascimento da república.

d

Estátua da República, 17,54 m de altura.

d

Logo na entrada está a Estátua da República, dividindo em dois o salão principal do prédio, chamado Salón de los Pasos Perdidos. A escultura em bronze, obra do italiano Angelo Zanelli, tem 17,54 m de altura e pesa 49 toneladas.

d

Salón de Los Pasos Perdidos.

d

Dica: existem vários horários de visitação, mas para visitas guiadas, você deve ir às 9 am ou a 1 pm retirar senha para horários da manhã e da tarde, respectivamente. Nas Segundas-feiras o Capitólio é fechado.

d

Real Fábrica de Tabacos Partagás

Atrás do Capitólio, na Calle Industria # 520, está a Real Fábrica de Tabacos Partagás. A produção dos charutos, feitos artesanalmente (inteiramente à mão), foi transferida para outras fábricas e o local abriga um museu dedicado ao Mundo del Habano. Na Fábrica da Partagás, existe também uma loja, com venda das marcas tradicionais de charutos cubanos: Cohiba, Montecristo, Romeo y Julieta e, claro, Partagás.

d

Entrada da Fábrica da Partagás.

d

Compre seus charutos na loja Casa del Habano que fica no interior da Fábrica Partagás. Jamais compre charutos fora das redes oficiais. No entorno da Partagás, você receberá oferta de charutos com "buen precio", não compre. São falsos e podem ser prejudiciais a sua saúde.

d

Turista comprando na Casa del Habano da Partagás.

d

Dica: charutos originais são caros. Se você não puder comprar uma caixa e quiser apenas comprar alguns para dar de presente, escolha uma petaca, caixinha menor com 3 ou 5 unidades. Outra opção é comprar charutos por unidade, os modelos em tubos de alumínio.

d

Carro Clássico Anos 50, chamado "decapotable".

d

Museu da Revolução (2)

d

Museu da Revolução

O principal museu que conta a história da Revolução cubana fica descendo o Paseo del Prado. Simbolicamente, o Museu da Revolução foi instalado onde funcionou no passado o Palácio Presidencial.

dd

Pátio interno do Museu da Revolução.

d

O museu segue a ordem cronológica da história cubana, iniciando no terceiro piso. Comece a visita por lá e acompanhe as salas ricas em fotos, documentos, painéis e objetos dos protagonistas da Revolução.

d

Jornal cubano anuncia a fuga de Fugencio Batista.

d

Na sala dedicada ao período da luta anterior à derrubada de Fungencio Batista, uma estátua de cera reproduz os guerrilheiros Camilo Cienfuegos e Che Guevara na Sierra Maestra.

 

Camilo e Che em combate na Sierra Maestra.

 

Museu Nacional de Belas Artes (arte cubano)

O Museu Nacional de Belas Artes possui mais de 47 mil peças. A mostra de arte cubana reúne obras de mais de 300 artistas de todas as gerações e está exposta no antigo Palácio de Belas Artes, prédio localizado atrás do Museu da Revolução.

d

Museu de Belas Artes, parte de arte cubana.

d

A exposição de arte universal está no edifício que no passado abrigou o Centro Asturiano, fica nas proximidades do restaurante Floridita. A exposição de arte universal inclui coleções de várias regiões do mundo, como Flandes, Holanda, Alemanha, Itália, França, Inglaterra, Ásia e América Latina, além de coleções de arte antiga (Egito, Grécia e Roma).

d

Exposição no Museu de Belas Artes (arte cubana).

d

d

Paseo del Prado

O Paseo del Prado é um calçadão que começa nas proximidades do parque Central e desce em direção ao Malecón. Por muito anos, foi a via urbana mais importantes da cidade.

d

Calçadão do "Paseo del Pardo".

d

Nas manhãs de domingo, artistas expõem artesanato e pinturas no Paseo del Prado e são realizadas oficinas de arte para crianças.

d

Exposição de artistas no Paseo del Prado.

d

Embaixada da Espanha

Ao final do Paseo del Prado está a Embaixada da Espanha, edifício construído em 1912 em estilo Art Deco, antigo Palácio Velasco-Sarrá. É a única das sedes diplomáticas em Cuba localizada em Habana Vieja. Fica na Calle Cárcel #51, esquina com Zulueta.

d

Embaixada da Espanha em Havana.

d

Calle Obispo (3)

d

Calle Obispo

A Calle Obispo é a principal rua de Habana Vieja, assim chamada porque nela viveram, em épocas diferentes, os bispos Fray Jerónimo de Lara e Pedro Agustín Morell de Santa Cruz. Ela desce do Parque Central em direção a Plaza de Armas. É uma rua movimentada, com muitas atrações, lojinhas de artesanato, restaurantes e música ao vivo.

Calle Obispo, a principal de Habana Vieja.

d

Restaurante El Floridita

Na Calle Monserrate, a uma quadra do início da Calle Obispo, está o restaurante El Floridita, conhecido como El Templo Mundial del Daiquiri.

"Mi daiquirí en el Floridita", Hemingway.

d

O cliente mais ilustre da história do restaurante, Ernest Hemingway, ganhou uma estátua em bronze na mesa do bar. Reza a lenda que o escritor preferia o seu drinque com dose dupla de rum. 

dd

Hemingway na bancada do Floridita.

d

A qualidade do restaurante é excelente, sobretudo em relação a sua especialidade: os mariscos. O ambiente é sempre animado com boa música cubana e apresentações do Quinteto D'Amore, conjunto musical liderado pela vocalista Evelyn.

d

Balcão do Floridita, frequentador ilustre ao fundo.

d

Drogaria Johnson

A Drogaria Johnson, fundada em 1886, é um museu-farmácia. O estabelecimento vende medicamentos e conta com um acervo histórico de frascos originais e peças decorativas. Destaque para os jarros em porcelana. Fica na Calle Obispo, esquina com Aguiar, em Habana Vieja.

d

Drogaria Johnson, fundada em 1886.

d

Los Zanqueros

Los Zanqueros são um grupo de teatro, dança e artes circense que se apresentam pelas ruas de Habana Vieja. Nas suas caminhadas é muito provável que você irá encontrá-los e participará da animada festa promovida por eles.

Apresentação de "Los Zanqueros".

d

Hotel Ambos Mundos

Ernest Hemingway morou em Cuba por 22 anos. O Hotel Ambos Mundos foi uma das residências do escritor estadunidense na ilha. Fica na Calle Obispo, pouco antes de chegar na Plaza de Armas. O quarto 511, utilizado por Hemingway, está preservado e conta a história do hóspede ilustre. Existe um restaurante no terraço, com acesso livre, de onde se pode contemplar a cidade.

d

O escritor Hemingway morou no Hotel Ambos Mundos.

d

Plaza de Armas

A Calle Obispo termina na Plaza de Armas, em torno da qual surgiu a cidade. Na Plaza de Armas estão o Castillo de La Fuerza, El Templete, o Palacio de los Capitanes Generales e o Hotel Santa Isabel. No Centro da Plaza de Armas está uma escultura em homenagem a Carlos Manuel de Céspedes, líder da independência de Cuba.

 

El Templete, local onde Havana foi fundada em 1519.

d

O Castillo de La Fuerza foi uma fortaleza que guarnecia a cidade. El Templete é um pequeno momumento de estilo neoclássico inaugurado em 1828, que demarca o local onde se supõe que nasceu a cidade de San Cristóbal de La Habana. O Palacio de Los Capitanes Generales abriga atualmente o museu da cidade.

d

Hotel Santa Isabel

O hotel Santa Isabel, situado na Plaza de Armas, pertenceu ao Conde de Santovenia. Em outubro de 1833, em grande festa realizada no casarão colonial, a princesa Isabel Luisa de Borbón, que ocuparia o trono da Espanha como Isabel II, realizou o ato solene de juramento à coroa real espanhola. Hoje é um hotel boutique.

 

Hotel Santa Isabel na Plaza de Armas.

d

Plaza de la Catedral (4)

d

Catedral de La Habana

Descendo a Calle Obispo, na altura da Calle San Ignacio, você dobra à esquerda, segue reto e na segunda quadra encontrará a Plaza de La Catedral, com a Catedral de San Cristóbal de La Havana e o restaurante La Bodeguita del Medio.

d

Fachada da Catedral de La Habana iluminada à noite.

d

A Catedral de La Habana é visita obrigatória. Obra emblemática do barroco cubano, foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1982. A principal imagem de San Cristóbal, padroeiro de Havana e protetor dos viajantes, encontra-se no interior da Catedral.

d

Interior da Catedral de La Habana.

d

La Bodeguita del Medio

O restaurante La Bodeguita del Medio é o melhor lugar de Havana para você provar um mojito e experimentar a comida criolla, pratos típicos cubanos. O restaurante foi fundado na década de 1930 e ao longo dos anos seus frequentadores foram deixando frases, assinaturas e elogios nas paredes da La Bodeguita.

d

Mojito na Bodeguita e daiquiri no Floridita.

d

O bar também era um dos preferidos de Hemingway que escreveu: "Mi mojito en La Bodeguita, mi daiquirí en El Floridita" (o meu mojito na La Bodeguita, o meu daiquiri no El Floridita).

d

"Mi Mojito na La Bodeguita", Hemingway.

d

Plaza Vieja (5)

 

Plaza Vieja

Descendo a Calle Obispo e dobrando à direita, quando chegar no Hotel Ambos Mundos, você descobrirá a Calle Mercaderes. Seguindo mais algumas quadras, chegará à Plaza Vieja, onde estão a Cámara Oscura, o café Escorial e a Cervezaria Factoria Plaza Vieja.

d

Plaza Vieja vista do alto do Cámara Oscura. Foto: Paulo Rosa.

d

Factoría Plaza Vieja

La Factoría Plaza Vieja é uma microcervejaria no coração de Habana Vieja. O canecão pode ser de cerveja light, média ou escura. Um excelente lugar para tomar uma gelada depois de uma longa caminhada.

d

Factoría Plaza Vieja

d

Cámara Oscura

O Cámara Oscura é uma sala localizada no último andar do edifício Gómez Vila, que possibilita que você observe em tempo real o que está acontecendo na cidade. Um efeito óptico possibilita projetar numa tela côncava o que se passa no exterior, em 360º. Fica na Calle Teniente Rey esquina Mercaderes.

d

Fachada do Cámara Oscura.

d

Trata-se da única Cámara Oscura nas Américas. As outras cinco existentes no mundo estão na Europa (duas na Inglaterra, duas na Espanha e uma em Portugal).

d

Café El Escorial

O Café El Escorial, na Plaza Vieja, é um ótimo local para provar um autêntico café cubano. Dica: para trazer ao Brasil, recomendamos as marcas de café Serrano e Cubita.

d

Café El Escorial.

d

Região do Porto (6)

d

Feria de San José

O Mercado de San José é um antigo armazém do porto de Havana transformado em feira de artesanato. Ele conta com uma casa de câmbio (CADECA), caso você precise trocar dinheiro.

d

Fachada do Mercado de San José na Avenida del Puerto.

d

A Feria de San José ou Mercado de San José é a maior feira de artesanato de Cuba. Funciona das 10 am às 6 pm. Fica na Avenida del Puerto, na altura da Calle Cuba.

d

Corredores do Mercado de San José. Foto: Paulo Rosa.

d

Como em qualquer lugar turístico, você será muito assediado pelos vendedores. Com um pouco de paciência e boa negociação, é possível fazer boas compras de lembrancinhas e presentes para amigos e familiares.

d

Pinturas temática na Feira de San José.

d

Ginásio de Boxe Rafael Trejo

O Ginásio de Boxe Rafael Trejo, na Calle Cuba # 815, entre Merced e Leonor Pérez, é um dos mais antigos e tradicionais de Havana. Os treinos são ao ar livre e vários campeões olímpicos cubanos treinaram no Trejo. O nome é uma homenagem ao estudante Rafael Trejo, assassinado em 1930 durante os protestos contra a ditadura de Gerardo Machado.

d

Ginásio de Boxe Rafael Trejo.

d

Museu Casa Natal de José Martí

O Museu Casa Natal de José Martí, na Calle Paula # 314, entre Picota e Egido, em Habana Vieja, é a casa onde nasceu, em 28 de janeiro de 1853, o herói nacional e líder do processo de independência cubano.

d

Fachada da Casa Natal de José Martí.

d

O museu abriga objetos pessoais do escritor e líder político, além de contar aos visitantes sobre a vida e obra de José Martí. Trata-se do museu mais antigo de Havana, inaugurado em 1925.

WhatsApp Contato por WhatsApp