Nossa Senhora da Caridade do Cobre: conheça a história da padroeira dos católicos cubanos

Publicado por Dicas sobre CUBA em

Nossa Senhora da Caridade do Cobre: conheça a história da padroeira dos católicos cubanos

No dia 8 de setembro, Cuba celebra sua Padroeira e Mãe, Nossa Senhora da Caridade do Cobre (La Virgen de la Caridad del Cobre), a patrona dos católicos cubanos. Você sabe qual é a história da Virgem da Caridade do Cobre?

Descubra neste post e saiba como visitar sua imagem no povoado de El Cobre, em Santiago de Cuba.

Feirinha de artesanato do Santuário do Cobre.

A história da Nossa Senhora da Caridade do Cobre

Patrona de Cuba desde 1916, diz a lenda que a estátua da Nossa Senhora da Caridade do Cobre foi avistada pela primeira vez entre 1616 e 1617, flutuando em uma tábua na baía de Nipe, no extremo leste de Cuba.

Seu importante significado começa já na descoberta: foi encontrada por três jovens – dois índios (Juan e Rodrigo de Hoyos) e um negro escravo (Juan Moreno), que recolhiam sal nas proximidades da desembocadura do rio Mayarí.

Reprodução do calendário da Conferência dos Bispos Católicos de Cuba.

Quando a retiraram das águas e colocaram na canoa em que navegavam, perceberam que nas mãos da Virgem havia um pequeno menino Jesus e uma cruz, além de uma placa que dizia “eu sou a Virgem da Caridade do Cobre”. Milagrosamente, as vestes estavam secas, apesar da tempestade que havia caído na noite anterior.

Os meninos, que mais tarde ficaram conhecidos como “los Tres Juanes”, levaram a imagem para a cidade onde moravam, em Hato de Barajagua, às margens do Rio Cauto. Quando lá chegaram, o prefeito ordenou que construíssem um altar dentro de sua própria casa e comunicou ao Capitão Sánchez de Moya, Administrador Real das Minas do Cobre, a descoberta. Imediatamente, o capitão ordenou que fosse feita uma capela e enviou uma lâmpada de cobre, para que ficasse constantemente iluminada.

Em data não precisada, a imagem foi transportada e instalada em El Cobre, onde começou a conceder graças e favores para os moradores e ali adquiriu seu nome como Nossa Senhora da Caridade do Cobre, ou La Virgen de la Caridad del Cobre.

Imagem da Nossa Senhora da Caridade do Cobre, La Virgen de la Caridad del Cobre.

Sua história com o povo cubano passa por muita resistência: na luta por independência, acompanhou os cubanos à selva e foi sua protetora – por isso, passou a ser conhecida também como Virgem Mambisa, pela proteção aos mambises, como eram chamados os combatentes.

Ela acompanhou a história do povo cubano, sustentando a esperança e dignidade ao povo. Em 1915, os veteranos da Guerra da Independência solicitaram ao Papa Bento XV que a proclamasse Padroeira de Cuba, pedido que foi reiterado em 1936 pelo Arcebispo de Santiago de Cuba.

Em 8 de setembro de 1927, foi inaugurado o atual Santuário Basílica, e a imagem saiu de lá pela primeira vez somente em 1936, para o Congresso Eucarístico Nacional, onde foi anunciada a canonização da Nossa Senhora da Caridade do Cobre e a reafirmação da Virgem como padroeira dos cubanos.

A influência da Virgem da Caridade há muito se enraizou na cultura e nas devoções populares. Se você visitar Cuba, sua imagem está em toda parte nos templos católicos. O escritor estadunidense que morou em Cuba, Ernest Hemingway, autor de “O Velho e o Mar”, por exemplo, doou sua medalha do Prêmio Nobel para o santuário de El Cobre.

Altar da Basílica da Virgen de la Caridad del Cobre.
Santuário Virgen de la Caridad del Cobre, em Santiago de Cuba.

Hoje, a Basílica Santuário Nacional da Nossa Senhora da Caridade do Cobre é o centro de peregrinação do país, e o altar da Virgem, representada pela cor amarela e por girassóis, está sempre cheio de flores e oferendas, em sinal de devoção e amor do povo pela Padroeira.

Como visitar a imagem no povoado de El Cobre, na província de Santiago de Cuba?

Consagrada em 1926, a Basílica Santuário Nacional da Nossa Senhora da Caridade do Cobre, conhecida popularmente como Igreja de Cobre, está localizada no povoado El Cobre, envolva em montanhas que proporcionam uma incrível paisagem natural, a cerca de 20km de Santiago de Cuba.

Já no santuário, você terá oportunidade de conhecer, além da imagem sagrada, feita de ouro e guardada por um altar de mármore, a tábua em que foi encontrada. Abaixo, você acessa a Capela dos Milagres, onde os fiéis, crentes e peregrinos depositam suas oferendas à Nossa Senhora da Caridade do Cobre – desde objetos de grande valor, como a medalha do Prêmio Nobel, joias, pedras preciosas e outros presentes oferendos para agradecer os milagres e graças concedidas.

Atleta olímpico ofertou sua medalha de prata à padroeira.

A estimativa diária de visitantes é de cerca de 500 pessoas, mas esse número aumenta consideravelmente no dia 8 de setembro.

Agora que você já conhece a história da Padroeira de Cuba, não deixe de conhecer este incrível santuário!

Lembranças e artesanato na feira do Santuário.
Categorias: Religião

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *