Oriente e Santiago de Cuba

Oriente e Santiago de Cuba

.

O oriente da ilha abrange as províncias de Holguín, Bayamo, Santiago de Cuba e Guantánamo. Para chegara a esta parte da ilha, vindo da cidade de Trinidad, você passará pelas províncias de Ciego de Ávila, Camagüey e Las Tunas.

.

.

Holguín

.

Holguín

A cidade de Holguín é a capital da província de mesmo nome. Em Maio, acontece em Holguín as Romerías de Mayo, festa anual da cultura iberoamericana.

.

.

Na foto abaixo, o prédio com a bandeira cubana é a rodoviária de Holguín. É onde chegam e partem os ônibus intermunicipais da empresa Viazul.

.

.

No centro histórico de Holguín localiza-se a Loma de la Cruz, que é um mirante de onde se pode observar a cidade do alto de um morro, depois de subir muitos degraus. A praça central chama-se Parque Calixto García e na sua volta estão várias atrações culturais como museu, cinema, teatro e galerias de arte.

.

.

Playa Guardalavaca

O litoral da província de Holguín conta com 41 praias, destaque para Guardarlavaca, Playa Esmeralda e Playa Pesquero. Historicamente, é a parte do litoral onde o almirante Cristóvão Colombo pisou pela primeira vez em Cuba, no dia 27 de outubro de 1492.

.

.

Para quem busca praia, Guardalava é o destino ideal no litoral da província de Holguín. É uma das praias preferidas dos turistas alemães e canadenses.

.

.

Gibara

Gibara é uma pequena cidade da província de Holguín, uma cidade de pescadores. Ela é famosa por abrigar o Festival Internacional de Cine de Gibara, antigo Festival Internacional de Cine Pobre, evento que busca estabelecer um diálogo amplo e plural entre produtores de cinema do mundo. Site oficial www.ficgibara.cult.cu

.

O ator Benicio del Toro seguidamente participa do Festival de Cinema de Gibara.

.

Gibara conserva a arquitetura colonial e historicamente é uma cidade de pescadores.

.

Santiago de Cuba

Santiago de Cuba, capital da província de mesmo nome, fundada em 1514, é a segunda maior cidade da ilha. Até 1549, foi a capital do país. É reconhecida como a cidade histórica onde aconteceram grandes lutas pela independência de Cuba: primeiro nas guerras de 1868 e 1895, contra os colonizadores espanhóis e, mais tarde no processo revolucionário, contra a ditaduta de Fulgencio Batista, cujos feitos importantes em Santiago de Cuba incluem o ataque ao quartel Moncada, além de configurar o centro das atividades do Movimento 26 de Julho (M-26).

.

.

Os moradores da região, conhecidos como "santiagueros", são orgulhosos da sua cultura, considerada por eles rica em especificidades distintas de outras províncias cubanas. Alguns até mesmo consideram que em Santiago de Cuba estaria a população que representa o cubano mais autêntico. O certo é que culturalmente Santiago é a cidade mais "caribenha" da ilha, com sua robusta produção musical de influência africana e vibrante cena artística.

.

.

Santiago caracteriza-se por abrigar um rico acervo histórico e cultural.

.

Parque Céspedes

O centro da cidade, com as principais atrações, está na volta do Parque Céspedes, o qual abriga a  Casa-Museu Diego Velázquez, a Catedral Metropolitana, o Ayuntamiento (antiga Câmara Municipal, atual sede do governo provincial) e o hotel Casa Granda.

.

.

Cemitério Santa Ifigenia

José Martí, Carlos Manoel de Céspedes, Fidel Castro e outros mártires e heróis cubanos repousam no Santa Ifigenia.

.

.

Os restos mortais de Fidel Castro estão no Cemitério Santa Ifigenia, em Santiago de Cuba. Uma grande rocha de 4 metros de altura e aproximadamente 49 toneladas, extraída da Sierra Maestra, abriga uma urna de madeira em cedro com as cinzas do Comandante. Ao centro, está uma placa de mármore verde com as letras F I D E L em broze.

Os cubanos prestam homenagens na data do aniversário de falecimento do líder histórico da Revolução cubana, em 25/11. Fidel morreu em 2016.

.

Mausoléu a José Martí

Em 19 de maio de 1895, na Guerra de Independência de Cuba contra Espanha, tombou em combate José Martí.

.

.

Os restos mortais de Martí, Herói Nacional da independência cubana, repousam no Mausoléu em sua homenagem no cemitério.

.

.

Castillo del Morro

O Castillo de San Pedro de la Roca del Morro, declarado patrimônio da Humanidade pela Unesco, em 1997, é um forte militar em estilo romano, com dois fossos cegos. Atualmente, abriga o Museu da Pirataria.

.

.

Do alto do castelo, pode-se observar a baía de Santiago de Cuba e a Sierra Maestra ao fundo.

.

.

Quartel Moncada (Museu Histórico 26 de Julio)

Em 26 de julho de 1953, ocorreu o assalto ao Quartel Moncada, na cidade de Santiago de Cuba. Fidel e seus companheiros deflagaram uma ação para tomar o quartel e outros pontos da cidade, dando início a Revolução. A ação foi frustrada pelas tropas do ditador Fulgencio Batista e Fidel acabou preso, mas marcou uma etapa importante da luta revolucionária. Todo dia 26 de julho Cuba celebra o Día de la Rebeldía Nacional.

.

.

Depois do trinfo da Revolução, o Moncada foi transformado na Ciudad Escolar 26 de julio e abriga um museu.

.

.

Santuário de La Virgem del Cobre

O Santuário Basílica de Nossa Senhora da Caridade do Cobre está a 18 km do centro da cidade, no povoado mineiro El Cobre. A igreja encontra-se no alto de uma colina. No interior, além da imagem da padroeria dos católicos cubanos, a Virgem del Cobre,  estão oferendas dos devotos por graças alcançadas.

.

..

Pico Turquino

O Parque Nacional Turquino abriga o Pico Turquino, com 1.974 metros, a montanha mais alta de Cuba. Fica na Sierra Maestra, na província de Santiago de Cuba.

.

Foto: Bayamo Travel Agent.

.

A expedição ao topo do Turquino pode iniciar em Santo Domingo, localidade a 65 km de Bayamo ou a partir de Las Cuevas, 130 km de Santiago de Cuba. O ideal é se hospedar em Bayamo e iniciar a excursão a partir de lá.

.

Guantánamo

No extremo mais oriental de Cuba, está a província de Guantánamo, onde começou a conquista e colonização da ilha pela metrópole espanhola em 1511.

.

Base Naval de Guantánamo (EUA)

Em 1898, a etapa final do processo de independência de Cuba reflete a acirrada disputada entre o império americano (EUA) em formação e o império espanhol em decadência. Naquele ano, os EUA, aproveitando-se da luta de independência cubana, declararam guerra contra a Espanha e saíram vitoriosos, conquistando Cuba, Porto Rico e Filipinas.

O tratado de paz da chamada guerra hispano-americana, firmado em Paris entre EUA e Espanha, em 10 de dezembro de 1898, não contou com a presença de representantes do povo cubano. Assim, a maior ilha das Antilhas deixou a condição de colônia espanhola sem, contudo, tornar-se independente. Desde então, os EUA mantêm o domínio da área onde instalaram as instalações da base militar naval de Guantánamo.

Somente em 1959, depois do triunfo da Revolução Cubana, a ilha se tornou efetivamente um país livre e soberano. A partir daí, Cuba passou a contestar a ocupação ilegal de parte do seu território e reclama a devolução da base por parte dos EUA.

.

Baracoa

Fundada pelo espanhol Don Diego Velázquez em 1512, Baracoa, na província de Guantánamo, é conhecida como "Ciudad Primada", pois foi a primeira capital da ilha. É conhecida pela rica diversidade da fauna e da flora das suas serras e pela produção de cacau e chocolate.

.

Foto: Mintur/Cuba.

.

Baracoa significa "presença de água", nome dado pelos indígenas taínos, os primeiros habitantes da região. Diferente do resto do país, onde os indígenas foram exterminados, os povos originários de Baracoa permaneceram por muito tempo isolados, o que contribuiu para que esta seja a região da ilha que mais preservou a cultura indígena.

 

 

WhatsApp Contato por WhatsApp