fbpx

Visto e Documentos

VISTO E DOCUMENTOS

.

Os três documentos essenciais para viajar

Para viajar você precisa de um passaporte válido, o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia, emitido pela ANVISA, e o visto cubano.

Passaporte

O passaporte é feito no Brasil pela Polícia Federal, mediante pagamento de taxa administrativa e agendamento da entrega de documentos. Planeje com antecedência a emissão ou renovação do passaporte, pois o documento leva um determinado tempo para ser emitido.

Caso não possua passaporte, você deve entrar no site da Polícia Federal preferencialmente meses antes da viagem e fazer uma solicitação em: https://servicos.dpf.gov.br/sinpa/inicializacaoSolicitacao.do?dispatch=inicializarSolicitacaoPassaporte

.

polícia federal passaporte

Print do da página de solicitação de passaporte da Polícia Federal

.

.

Visto para Cuba

Obter o visto é bastante simples. Na verdade, o visto é a tarjeta del turista e pode ser obtido mediante ao envio de alguns documentos e pagamento de uma taxa. Você deve entrar em contato com a representação diplomática de Cuba mais próxima do seu municípios.

O visto de turista é válido para uma entrada e por 30 dias, prorrogáveis por mais 30, perante as autoridades de imigração em Cuba. Cuidado para não perdê-lo, pois você deverá apresentá-lo na saída do país.

Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP)

Na hora de fazer check-in e despachar bagagem no balcão da companhia aérea, ainda no Brasil, será solicitada a apresentação do passaporte, acompanhado do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia, que deve comprovar que você está vacinado contra a febre amarela. O certificado é expedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

.

A vacina contra febre amarela deve ser tomada 10 dias antes da data de embarque.

.

Desde de 7/2/17, Cuba exige o Certificado Internacional de Vacinação contra a febre amarela de viajantes procedentes do Brasil. O Ministério da Saúde de Cuba desenvolve um rígido controle epidemiológico, o turista que não estiver vacinado não entrará no país. O último caso reportado de febre amarela na ilha foi em 1909.

Quem já tomou a vacina e ainda não tem a carteira internacional, deve procurar a unidade da ANVISA mais próxima para emitir o modelo internacional (amarelo).

Atenção: a vacina deve ser tomada com uma antecedência mínima de 10 dias antes da viagem, o tempo que leva para ela começar a fazer efeito no organismo. Quem tomar a vacina com menos tempo pode enfrentar dificuldades para entrar em Cuba.

Existem pessoas que não podem tomar a vacina contra a febre amarela. Nesse caso é necessário solicitar perante a ANVISA um atestado de isenção da vacina, somente assim você não terá problemas no embarque.

Dica: a ANVISA está presente nos aeroportos internacionais brasileiros. Você também pode fazer o pedido online. Entre no site da Anvisa para saber como:
http://portal.anvisa.gov.br/certificado-internacional-de-vacinacao-ou-profilaxia

.

Seguro saúde

Não é obrigatória a contratação de seguro saúde para Cuba. Contudo, a assistência médica prestada aos estrangeiros que não tenham apólice de seguro será cobrada. Em regra, a consulta custa em torno de 30 CUC. Para viagens internacionais, sempre é aconselhável contratar um seguro-saúde. Quem viajar por conta própria, deve sempre lembrar de questionar a empresa que emite o seguro se este possui cobertura em Cuba.

Veja mais sobre moeda e câmbio em Cuba.

.

.

Clínica Central Cira Garcia

Em caso de emergência, os turistas devem procurar a Clínica Central Cira García, na Calle 20 # 4101, esquina com Avenida 41, em Miramar, Havana. Os hotéis em Varadero e nos Cayos têm clínica internacional, destinada a prestar assistência médica aos turistas.

 

WhatsApp Contato por WhatsApp